Azar tibetano, sorte chinesa

Então não é que, logo quando as coisas estavam a correr tão bem aos seguidores do Dalai Lama, com as câmaras debruçadas sobre os seus instintos cleptomaníacas em relação à tocha olímpica e a repressão violenta perpetrada pelas autoridades chinesas, tinha que vir um terramoto! Um raio de um terramoto!

É preciso ter azar. Agora ninguém lhes liga, só querem saber dos chineses que jazem sob os destroços. Ainda por cima são obrigados a fazer vigílias, para “parecer bem”.

Quem se ri é a China, que a pouco e pouco, entre alguns lampejos de democracia e ajuda aos mais carenciados lá vai recuperando a credibilidade junto do Ocidente.

“Yo no creo en las brujas, pero que las hay, las hay”

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s