Concentremo-nos no Essencial

O que revolta nestes acólitos do regime é a facilidade com que obnubilam as principais razões pelas quais este governo não tem um mínimo de sustentabilidade a curto/ médio prazo: Portugal é hoje um país mais desigual na distribuição do rendimento (consultar os mais recentes dados da OCDE e do CIA World Factbook); com uma taxa de desemprego galopante, liderado por um primeiro-ministro que já se viu envolvido nos mais diversos escândalos que a darem-se como provados preenchem inúmeros tipos de crime, que vão desde o tráfico de influências ao abuso de poder. Como se não bastasse, este seu segundo mandato está a ser exercido com pressões inaceitáveis de Merkel e Sarkozy, que tanto quanto sabemos não foram a votos. Podem gabar-se da “excelente” execução orçamental, consubstanciada em cortes inaceitáveis em prestações sociais que garantem um mínimo de dignidade a gente miserável, podem gabar-se da modernização da administração pública e, até (valha-nos Deus) do carro eléctrico. Mas a verdade, a verdade fria e crua é que Sócrates nos está a transformar num mau país da América latina, e não há Galambas, Câncios e Pittas que me provem o contrário. Digam-me que não há alternativa, que o FMI é pior, o que quiserem, mas parem com a propaganda, por amor de Deus.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s