Sr. Rosa

Bastava sentar e lá vinha ele, com a chávena e a colher a tilintar, arrastando o passo, lento mas determinado. Nunca vi ninguém, aliás, que aos 80 e muitos guardasse tanta determinação e presença de espírito. E tantas piadas no bolso para contar. Para o Sr. Rosa não havia dias cinzentos, todos os dias eram bons dias para contar o que lhe aprouvesse, mesmo que fosse o habitual trocadilho de café, arte que dominava com mestria. Mesmo que a audiência fosse totalmente desconhecida.

Para o Sr. Rosa não havia maleitas nem cruzes, nem bicos de papagaio. Nunca o ouvi queixar-se. Às vezes do tempo, talvez. Sabia perfeitamente que parar é morrer e por isso lá estava ele, sempre acompanhado pela sua D. Maria José, a vir  – sempre a pé – abrir o Ritz às 9h00. Todos os dias.

O Sr. Rosa é o exemplo claro de alguém que resistiu a um Portugal agitado, de Invernos mais frios e chuvosos, em que as pessoas tinham menos dinheiro mas sabiam geri-lo melhor, circunstâncias que definitivamente contribuíram para fazer dele a pessoa rija que foi até ao último dia de vida. Que se apagou de repente, como todos os heróis. Onde quer que esteja, estará de certeza a corrigir alguém que lhe pede um copo de água.

Que descanse em paz (que bem merece). Lá nos veremos, nalgum Ritz para além do firmamento.

Não tenho jeito para escrever posts lamechas, e nem este pretende ser um. É apenas uma singela homenagem a um ícone da cidade de Coimbra.

 

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Uma resposta a Sr. Rosa

  1. Miguel Pessoa Vaz diz:

    ; )

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s