Como quem me conhece bem sabe, sou exímio a falar de assuntos que não se revestem de qualquer interesse.

Como tal, vou continuar a falar do Ídolos, desta vez a propósito de umas declarações que me pareceram um tanto ou quanto falsas, daquele que é actualmente o guru do management de artistas portugueses: Manuel Moura dos Santos.

Concordo com 99% das coisas que o homem diz. É, notoriamente, alguém que sabe bem como funciona a máquina e o meio e, que com toda a certeza, merece cada cêntimo que lhe pagam. Mas há coisas que diz sem pensar que saberá (porque apesar da boçalidade-chic que utiliza para se exprimir não é burro nenhum) não serem verdade.

Dizia ontem a uma candidata que “não conhecia nenhum artista que não tocasse o que gostasse”. Tem toda a razão. Provavelmente não conhece. Mas conheço eu: músicos brilhantes que dão a perninha em álbuns e espectáculos deprimentes porque têm contas para pagar e porque não vivem de cachês milionários como os artistas que MMS agencia.

Mas vocês também conhecerão, com toda a certeza. Bandas portuguesas que agarram em hits seus para promoções do Jumbo, por exemplo. Ora aí está tudo aquilo que eu não gostaria de fazer caso fosse músico. Caso fosse, claro.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s