A hipocrisia que revolta – assino por baixo

“A partir de amanhã (21 de Janeiro) o presidente não eleito de Angola, no poder há 31 anos, tem a certeza de que nunca terá de ir a votos. A revisão da Constituição garante que bastará encabeçar a lista de deputados do seu partido para ter o lugar. “Suponho que o regime angolano compreendeu que já nem sequer necessita de fazer de conta que é uma democracia. Enquanto a economia for crescendo, por pouco que seja e com todas as distorções que toda a gente conhece, continuará a ter o apoio do Ocidente”, disse José Eduardo Agualusa. O MPLA percebeu que quando o Ocidente fala de democracia não está realmente a falar de democracia. Está a falar da democracia que se exige a Hugo Chavez e a Evo Morales, presidentes eleitos, e de que se dispensa a China e Angola, com chefes de Estado que nunca foram a votos. Desde que o dinheiro continue a rolar e a vontade do povo não se meta no caminho estamos todos muito satisfeitos”

                      Daniel Oliveira, in blog Arrastao

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s