A entrevista dupla

Eu, ingenuamente, tinha altas expectativas em relação ao debate. Afinal, não passou de uma “entrevista dupla”. Louçã teve a melhor performance, como bom orador que é, perante um Jerónimo de Sousa envelhecido e incapaz de ter a mesma fluidez de discurso do seu co-entrevistado. No entanto, Louçã é capaz de ter perdido. Passo a explicar: Jerónimo nada tinha a ganhar com o confronto, não apelaria em nada ao eleitorado que quer manter. Já Louçã, que, como o próprio admite, quer o eleitorado socialista, não devia ter deixado passar a oportunidade de confrontar o líder do PCP com as posições do seu partido em matérias delicadas (principalmente, internacionais), temas nos quais o Bloco tem mostrado a seriedade que falta ao PCP. A moderação, mais uma vez, foi má. Não tanto no moderar, que não foi necessário, mas nas perguntas, que pareciam temer qualquer tipo de confronto.

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s