Prós e contras sobre…Cristiano Ronaldo

Que se fizesse um documentário, que o prémio fosse amplamente destacado nos blocos noticiários, que o próprio Cristiano Ronaldo fosse o convidado  da “Grande Entrevista”, tudo muito bem.

Agora dedicar um programa do “Prós e Contras” (os contras deveriam ser os fãs do Messi que se recusaram a aparecer?), o suposto “maior espaço de debate da actualidade da televisão portuguesa”, apenas e só ao Cristiano Ronaldo é tão absurdo que até custa a crer ser verdade. Com uma reputação cada vez mais baixa, com uma escolha de convidados mais do que discutível e com a moderação da inenarrável Fátima Campos Ferreira (que, como foi dito pelo Pedro num post anterior, bem que podia passar a apresentar um talk-show tipo “Tardes da Júlia”), esta é apenas mais uma demonstração clara da gigantesca falta de nível do programa e da necessidade de criar na televisão pública um verdadeiro espaço de debate mais sério e menos sensacionalista.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

9 respostas a Prós e contras sobre…Cristiano Ronaldo

  1. José Maria Pimentel diz:

    A postura da Fátima Campos Ferreira nesse programa lembra-me a do Jorge Coelho na Quadratura do Circulo da Sic Notícias:

    “Convictamente à nora”

    As barbaridades que a mulher deita da boca para fora com o ar mais impávido de sempre são por e simplesmente de pasmar!

    P.S. Gosto especialmente quando ela se “zanga” com o público! (normalmente com razão, por acaso…mas a forma como o faz é divinal…)

  2. Paulo Jorge Pereira diz:

    Enquanto se distrai o povo com o futebol, ele anda feliz e contente…Mais um sinal que comprova que esse programa é claramente subserviente ao sistema comandado por aquele,ainda mais inenarrável, augusto santos silva( o nosso director de propaganda!)

  3. Fernando Ribas diz:

    O Jornal de Notícias dedicou as 8 primeiras páginas a C. Ronaldo. São estes os jornalistas que temos. É assim que se distrai o povo. Uma vergonha de país…

  4. Miguel Pessoa Vaz diz:

    “Enquanto se distrai o povo com o futebol” … “É assim que se distrai o povo” … Acho muito bem que os jornais dêm o relevo que a noticia merece. Que é muito.

    Estas pessoas que começam com aquele choradinho do ‘com o futebol tapa-se os olhos as pessoas e tal’, é treta. Muitos outros países dão mais importância que nós ao futebol e não é por isso que têm os problemas que nós temos. O futebol é o menor dos nossos problemas. Aliás, não é um problema.

  5. José Maria Pimentel diz:

    Subscrevo!

  6. Uma coisa é adorar futebol. Outra coisa é adorar futebol e reconhecer o Crisitno Ronaldo como o melhor do mundo (meu caso).
    Outra coisa é sair para a rua por ter nascido no mesmo país que uma individualidade (embora fora da sua ilha), sair à rua e comemorar como se Portugal tivesse ganho o mundial.
    Ainda por cima, uma personalidade que apenas dignifica Portugal dentro das quatro linhas… Essas lágrimas e idolaterações não me lembra só um país carente, isso lembra-me os bairros mais pobres da America Latina…

  7. Miguel Pessoa Vaz diz:

    “sair para a rua por ter nascido no mesmo país que uma individualidade” – Não percebi…

  8. Zé Bandeirinha diz:

    Miguel, não é nada de mais… quanto aos outros, não tenho nada que ver nem me interessa… agora satisfaz-me quando uma colectividade do meu país atinge um feito no desporto. Falo no caso dos lobos (mais de 15 num desporto de 15), do Tiago Pires (1 num desporto de 1), da Vanessa Fernandes (1 num desporto de 1), da Selecção Nacional (20 e tal num desporto de 11), etc… Aqui, nestes exemplos, podes encontrar algumas individualidades. Mas não vês nenhuma referência a nenhuma equipa incompleta (do género 1 numa equipa de 11 ou 5 ou 15).
    O caso do CR, é um prémio justo e de valor, porque dá gozo ver o CR dentro das 4 linhas. No entanto, não me deixa eufórico, visto que é atribuído a 1, num deporto em que jogam mais 10… Isto, agravado com a imagem de saloio aplayboyzado, deixou-me quase ou mesmo “na mesma” quando recebi (sem surpresa) a notícia do prémio.
    Houve quem chorasse e saísse para a rua. Óptimo, nada contra. Eu não o fiz…

  9. José Maria Pimentel diz:

    Oh Band….tanto lugar comum em tão poucas linhas….!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s