A proporção…

Enquanto o Estado português (em crise e que supostamente não pode investir em sectores como a Saúde, a Educação, e Agricultura e em quase tudo o que não seja na sua gigantesca máquina de propaganda) oferece de mão beijada 800 milhões de euros ao Banco Privado Português, a ONU, num gesto de solidariedade sem limites, decidiu na sua reunião sobre questões climáticas injectar 80 milhões de euros nos países mais pobres, ou seja, dez vezes menos que o Estado português cedeu ao BPP.

Embora de um modo um pouco simplista, esta proporção dá o mote para uma questão pertinente. Estará o Estado Português a investir uma verdadeira fortuna no sector da banca ou a ONU está a humilhar os países em vias de desenvolvimento dando-lhes uns trocos? E porque não as duas coisas em simultâneo…?

P.S. A propósito do investimento do governo “socialista” na banca, não há melhor retrato que o feito, com o habitual espírito certeiro, pelo Gato Fedorento:

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s