Nova Regra no Futebol

Houve uma alteração na lei que estabelece qual a maneira de efectuar lançamentos laterais. A partir de agora já não é preciso ter os dois pés a tocar no chão no momento em que a bola é atirada (algo que é necessário desde que o futebol é inventado). Deste modo, é mais fácil poder tomar mais balanço e fazer com que a bola vá mais longe e de uma maneira mais tensa, o que vai permitir fazer ‘verdadeiros’ cruzamentos para a área e assim poder obter golos bem mais facilmente.

 P.S. – Aparentemente, essa regra só é válida em jogos do Benfica e já entrou em vigor no jogo de ontem!

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

4 respostas a Nova Regra no Futebol

  1. joao diz:

    Ah… dá gosto ver tamanha celeuma por um lançamento lateral. Já viste o horror, Miguel? Sem os… sem os dois pés simultaneamente no chão??! Mas isso é vital!É necessário! Desde que o futebol foi inventado! Meu Deus… à vergonha a que o futebol chegou. Mas ainda bem que te atreves a desmascarar esse profundo desvirtuamento da verdade desportiva que é o lançamento lateral mal executado. Parabéns, antes de mais, pelo olho de lince, que eu já vi e revi o lance na televisão várias vezes e continuo sem conseguir distinguir se ele realmente levanta o pé antes ou depois de largar a bola. Mas isto sou eu ou “a Bola” que até traz umas fotos do lance e se atreve a dizer que, mesmo com fotos, é difícil perceber se o lançamento é mal marcado. O que nos vale é o teu olho treinado em photo finish.
    Escândalo maior é perceber como é que esta vigarice se mantém há tanto tempo. Consigo lembrar-me do Binya a marcar “estes” lançamentos há uma série de jogos e até contar, agora assim de cabeça, uns 3 golos que resultaram deles. O que vale é que também me lembro do teu veemente protesto desde o início do campeonato perante tão descarada, tão inaceitável, situação. Aliás, a infracção é tão grave e tão flagrante que eu até aposto que saltaste do sofá indignado no momento do lançamento da Figueira. Ele levantou um pé! Gritaste logo, não gritaste?
    Sinceramente, este “caso Binya” é o desbravar de todo um novo patamar de choraminguice futebolística que, atrevo-me a dizer, nem os nossos antepassados mais excêntricos poderiam prever. Tanto chorar e ranger de dentes porque… antes da jogada do golo houve um lançamento lateral em que o jogador levanta o pé? Oh Miguel, de certeza que não és do Sporting? Eu consigo desde já prever todo um oásis de oportunidades que este caso abre. Flagrantes ilegalidades desportivas que, não duvido, não terás pejo em denunciar. Golos marcados por jogadores com a camisola desentalada. Pontapés de baliza executados fora da linha de pequena área. Moeda ao ar que não girou vezes suficientes. Avançados que não se benzeram antes de entrar em campo. Enfim… vai ser um fartote de posts Miguel.

    P.S. Quase que aposto que não desgostaste da regra nova que foi aplicada na sexta à noite. Golpe de taekwondo por parte de avançado argentino que veste de azul vale expulsão para o jogador adversário. Essa vem nos livros de certeza.

  2. Este é o melhor “comment” de sempre!

  3. António P. Neto diz:

    Deixo um lol pelo primeiro comentário…

  4. Miguel Pessoa Vaz diz:

    Então se os pés no chão não é determinante podemos a partir de agora ter jogadores a vir a correr lá do fundo para mandar um lançamento com muito mais força para marcar mais golos. É óbvio que se não for golo ninguém liga… Se não tavamos sempre a dizer mal de tudo! Mas quando é golo tem e deve dizer-se. E é obvio que o árbitro sabe as regras do jogo e só não marcou porque não quis! Foi mais um escândalo como tantos outros que acontecem em jogos do Benfica para ver se conseguem ir à liga dos campeões e poderem fazer pouco dos vossoas amigos da 2ª circular.

    Quanto ao golpe de Taekwondo foi muito menos intencional/grave do que a que o Petit fez a um pobre médio do Nuremberga, desse sim, eu tenho pena. O jogador do Maritimo que acabou por ser expulso deveria até ter sido expulso mais cedo, tendo em conta o penálti que cometeu por trás sobre o Farías e que o árbitro decidiu não assinalar… Uma coisa também habitual nas faltas na grande área sobre jogadores do Porto ou sobre adversários do Benfica, como aconteceu mais uma vez no estádio da Naval perto do fim do jogo e que o árbitro “não viu”.

    Enfim… Todo um leque de ‘gamalheiras’ já habituais nos últimos anos em jogos do Benfica para tentar fazer com que ganhem qualquer coisa.

    P.S. – Acho engraçado vires citar o jornal “a Bola” para provar que o Benfica não foi nem nunca é benefeciado… É a mesma coisa que usar a Biblia para provar o que deus existe.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s